devocionais

Devocionais

Dia 30 - FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS FIRMAM-SE NA PALAVRA

Dia 30 - FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS FIRMAM-SE NA PALAVRA"Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras, e as prático assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha" (Mateus 7:24)Jesus agora ressalta a importância de "ouvir" e 'fazer". Na palavra anterior, Jesus lembrou a importância de "dizer" e "fazer". Jesus então nesta conhecida parábola dos dois construtores nos ensina lições preciosas para nossa vida.Ambos se empenharam em construir uma casa. Ambos experimentarem o dissabor de enfrentar uma tempestade.Onde estavam a diferença entre ambos? Nos alicerces.Um homem edificou sua casa sem se preocupar com a base. Outro, investiu, com certeza, mais recursos financeiros e tempo para edificar sua moradiaJesus aqui nos ensina o valor, não somente da aparência, mas da base.Jesus está dizendo que uma vida religiosa, só de aparência, é perigosa. Um dia, a tempestade vai nos alcançar e o que vai determinar se somos seus discípulos mesmo vai a nossa base espiritual.Muitos leem a Bíblia, ouvem os sermões dominicais, pertencem a uma igreja, mas ficam somente aí.O que Jesus deseja mesmo é que estas atitudes estejam acompanhadas de atitudes práticas, de ações que denotam que não somos apenas ouvintes, leitores da Palavra deDeus, mas de pessoas que colocam em prática o que a Bíblia, a Palavra de Deus, ensina.Por exemplo, sabemos o que a Bíblia ensina sobre o dever dos maridos amarem a esposa, destas serem submissas aos seus maridos; pais não irritarem seus filhos, estes obedecerem e sujeitar-lhes. Mas, estamos, como maridos, esposas, pais e filhos, colocando em prática estes ensinamentos, no dia a dia da relação conjugal, na família?Esta é a lição que Jesus quer que seus discípulos aprendam. Que viver a verdadeira vida cristã não é apenas saber o que a Bíblia diz sobre um determinado assunto, mas colocar em prática, viver cem por cento os seus ensinosSe não, seremos conhecidos como insensatos. Temos, em nossas igrejas, muitos maridos, esposas pais e filhos, sogras e noras, irmãos insensatos. Sabem o que a Bíblia ensina sobre os relacionamentos sobre a ética, sobre o pecado, mas não colocam em prática.Você, na sua vida pessoal e nos relacionamentos, especialmente na família, tem sido prudente ou insensato?ORAÇÃO DO DIA - "Senhor Deus, quero, na minha caminhada contigo, conhecer, ouvir e ser um fiel praticante dos teus ensinamentos, especialmente entre os meus familiares"

Publicado por Igreja Batista Lindóia em Sábado, 9 de junho de 2018

Dia 30 – FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS FIRMAM-SE NA PALAVRA “Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras, e as prático assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha” (Mateus 7:24) Jesus agora ressalta a importância de “ouvir” e ‘fazer”. Na palavra anterior, Jesus lembrou a importância de “dizer” e “fazer”. Jesus então…

Dia 29 - FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS BUSCAM A VONTADE DE DEUS

Dia 29 - FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS BUSCAM A VONTADE DE DEUS"Nem todo o que me diz Senhor, Senhor! Entrará no reino do céu, mas aquele que faça vontade de meu Pai que está no céu” (Mateus 721)Jesus caminha para o final de seu sermão do monte.Jesus, nestas palavras, estava ensinando algo de muito importante para seus discípulos Jesus estava falando do perigo de cultivar uma religião somente de lábios, mas sem um coração voltado, verdadeiramente para Deus.Os profetas do Velho Testamento já batiam nesta tecla.Isaias, por exemplo, disse da parte do Senhor: "Por isso o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca e com os seus lábios me honra, mas tem afastado para longe de mim o seu coração, e o seu temor para comigo consiste em mandamentos de homens, aprendidos de cor" (Is 29.13).Como temos visto hoje isto em nossos dias. Muitos se dizem cristãos, mas não seguem os ensinos de Cristo.Os profetas e agora Jesus volta a chamar a atenção de seus discípulos o quanto isto é perigoso. Jesus afirma que estes, que praticam apenas um cristianismo nominal, não entrarão no reino dos céus.Vamos trazer isso para nossas famílias. Será que nossa família apenas tem o nome de cristã? Tem havido, em nossa família, a presença real dos valores cristãos?Nossos filhos, por exemplo, tem uma experiência real de fé, de salvação com Jesus?Jesus, na segunda parte então, dá uma palavra sobre o que vem a ser um verdadeiro cristão.Diz ele que o verdadeiro cristão faz a vontade do Pai, Fé verdadeira em Jesus vem acompanhada de uma submissão firme à vontade de Deus.Não há possibilidade de divorciar a confissão pública, que é importante sim, sem o desejo sincero de fazer a vontade de Deus em todos os campos de nossa vida.Deus espera isto de cada filho seu.Submeter-se a vontade de Deus faz bem ao coração do Pai e é melhor para seus filhos.Devemos aprender esta lição e ensinar e praticar em nossa família sobre o valor de viver uma vida coerente. Da importância de haver uma sincronia entre o que falamos e o que desejamos, sinceramente em nosso coração que é sempre de buscar e fazer a vontade de Deus.ORAÇÃO DO DIA – “Senhor, que em minha vida e na vida da minha família haja sempre a confissão pública da minha fé, mas também um desejo sincero de fazer a tua vontade."

Publicado por Igreja Batista Lindóia em Sexta, 8 de junho de 2018

Dia 28 – FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS FAZEM ESCOLHAS CERTAS “Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela e porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.” (Mateus 713,14)…

Dia 28 - FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS FAZEM ESCOLHAS CERTAS

Dia 28 - FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS FAZEM ESCOLHAS CERTAS“Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela e porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem." (Mateus 713,14)Ao longo da história bíblica os líderes do povo de Deus sempre alertaram que na vida sempre temos que fazer escolhas.Moisés, por exemplo, alertou ao povo que deveriam escolher entre a vida e o bem, a morte e o mal (Dt 30.15).Josué foi incisivo com o povo dizendo: "Escolhei hoje a quem sirvais (Js 24.15).Jeremias, falando da parte do Senhor, disse: "Eis que ponho diante de vós o caminho da vida e o caminho da morte" (Jr 21.8).E aqui, mais uma vez, a Bíblia, através das palavras de Jesus, nos lembra que a vida é feita de escolhas. E, são essas escolhas, que vão determinar o tipo de vida que teremos no futuro; Vida ou morte, bem ou mal, Deus ou os ídolos.Jesus, nesta parte do Sermão do Monte, está dizendo que todos os dias temos que escolher entre o fácil e o difícil.A vida é assim, escolher entre o mais fácil e o mais difícil. Basta aplicar este princípio em todas as áreas da vida. Um pianista, por exemplo, sabe que para ser um exímio pianista será preciso muito trabalho, ensaios. No trabalho, para alcançar os recursos para manter a família, sempre haverá o caminho do mais fácil e o do mais difícil.Nesta palavra de Jesus também encontramos o princípio de vida que sempre teremos que escolher entre uma vida disciplinada ou sem disciplina.Muitos dos sucessos da vida está em cultivar uma vida disciplinada, com imposição de limites, regras e imposições.Para alcançar metas na vida é preciso que muitas vezes nos submetamos a pesadas disciplinas. Um estudante, por exemplo, para ser aprovado é preciso de disciplina, horas de estudos, abnegação de horas que poderiam ser canalizadas para o lazer.Estejamos sempre atentos às nossas escolhas pessoais e familiares.Que em nossa vida pessoal sempre estejamos prontos a escolher os caminhos orientados por Deus. Que em nossa família, as escolhas sejam feitas sempre levando a vontade de Deus, obedecendo não as nossas vontades, a vontade do Eu, mas sempre submetendo o senhorio de Cristo sobre nós.ORAÇÃO DO DIA - "Senhor, quero fazer, na minha vida, escolhas certas na minha vida. Que minha família sempre escolha não o caminho mais fácil, mas aquele que Tu estás presente".

Publicado por Igreja Batista Lindóia em Quinta-feira, 7 de junho de 2018

Dia 28 – FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS FAZEM ESCOLHAS CERTAS “Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela e porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.” (Mateus 713,14)…

Dia 27 - FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS SÃO DIFERENTES

Dia 27 - FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS SÃO DIFERENTES“Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lo também vós, porque esta é a lei e os profetas” (Mateus 7:12)Jesus, já na parte final de seu sermão, dá aos seus discípulos um conselho sobremodo importante: O que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lo também.É a conhecida regra áurea para a vida. Seja em que dimensão nos relacionarmos com as pessoas que nos cercam, especialmente na família, se colocarmos em prática este ensinamento experimentaremos uma qualidade de vida familiar esplendorosa.Jesus aqui, simplesmente está dizendo o seguinte: Quer que os outros sejam amáveis para com você? Seja amável você mesmo, em primeiro lugar. Quer que os outros sejam atenciosos para com você? Seja atencioso você mesmo, em primeiro lugar.Quer que os outros sejam educados para com você? Seja, você mesmo, em primeiro lugar, educado no trato com os outros.Mas, como podemos ser este tipo de pessoa que Jesus quer que sejamos?Em primeiro lugar, devemos ter o coração do próprio Cristo.Nunca seremos este tipo de pessoa por nós mesmos. Só poderemos ser este tipo de pessoa quando deixarmos Cristo ocupar todo nosso ser. O segredo está nas palavras de Paulo aos Gálatas (GI 2.20).Quando deixamos ser crucificados com Cristo, todo nosso "eu" é morto e com ele o egoísmo.Somente quando exterminamos na cruz de Cristo, o egoísmo é que esta regra áurea será vivida pelos discípulos de Cristo.Imagine esta regra áurea sendo vivida todos os dias em nossa vida. Como escreveu Willian Barclay, em seu comentário do Sermão do Monte: "Este princípio deverá dominar sua vida no lar, na fábrica, no ônibus, no escritório, nas ruas, no trem, nos lugares de lazer e em todas as partes"No casamento, esta regra áurea sendo colocada em prática pelos cônjuges, será bem melhor para a qualidade de vida conjugal.No relacionamento pais e filhos imaginem esta regra áurea sendo colocada em prática, como melhoraria este aspecto?Barcley termina: "Se o mundo estiver completamente composto de indivíduos que buscam obedecer esta regra, vivemos em um mundo novo"Imagine então na família!ORAÇÃO DO DIA - "Senhor Deus, tira de mim todo o egoísmo, para que, com o coração de Cristo eu viva esta regra áurea, em todos os relacionamentos, a começar em minha família"

Publicado por Igreja Batista Lindóia em Quarta-feira, 6 de junho de 2018

Dia 27 – FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS SÃO DIFERENTES “Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lo também vós, porque esta é a lei e os profetas” (Mateus 7:12) Jesus, já na parte final de seu sermão, dá aos seus discípulos um conselho sobremodo importante: O que vós quereis que os homens vos…

Dia 26 - FAMÍLIAS IRRESISTIVEIS SE AUTOAVALIAM

Dia 26 - FAMÍLIAS IRRESISTIVEIS SE AUTOAVALIAM"E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?" (Mateus 7:3)Aqui está um ensinamento de Jesus importantíssimo para nossos dias, para os relacionamentos humanos de forma geral, especialmente na família. No meu livro "Meditações diárias para a família" narro a história de uma irmã que conheci em Brasília.Esta irmã, muito simpática, trabalhava naquela época como agente de saúde. Sua tarefa era visitar um determinado número de casas por dia conscientizando as pessoas sobre o perigo da dengue e à procura do mosquito transmissor.Ela me disse que várias vezes, ao chegar numa determinada casa os moradores denunciam com veemência que a causa dos surtos de dengue naquele lugar era o vizinho. E aí, aproveitam para falar do vizinho e de seus desmazelos, favorecendo assim a proliferação do mosquito. A agente ouvia com atenção e logo em seguida tinha que ir necessariamente para a inspeção na casa do tal vizinho. Ela me disse que em muitas situações não encontrava nenhum criadouro e o quintal estava limpo e bem cuidado.Quando ouvi a história pensei que s vezes o mesmo acontece em famílias e nos casamentos. O motivo de tantos desajustes é sempre o outro. É o outro que não dá atenção, é o outro que não cuida do relacionamento, é o outro que diz palavras que magoam, é o outro que é intolerante. Sempre é o outro!Será que os motivos dos desajustes no seu casamento são sempre causados pelo seu cônjuge? Será que é sempre o seu cônjuge que não cuida do casamento? Será que se pedisse a alguém para fazer uma inspeção no seu casamento não encontraria em você nenhum "criadouro" de problemas?Esta história ilustra muito o que Jesus quis ensinar, quando recomendou os seus discípulos a tirarem a trave, o cisco do olho de si mesmo, em primeiro lugar.Muitos dos problemas conjugais, familiares de um modo geral está em nós mesmos. Nós é que somos os causadores de muitos problemas que estão em nossa família, mas achamos, sempre, que a causa é o outro.Portanto, antes de acusar seu cônjuge da fonte de problemas, olhe para você mesmo e veja se há algum comportamento que esteja prejudicando o seu casamento, seu relacionamento com os pais ou filhos, com sua sogra ou nora ou com seus irmãos.ORAÇÃO DO DIA – “Senhor, dá-me a humildade necessária para olhar para mim mesmo e ver em mim muitos das causas dos problemas que minha família enfrenta"

Publicado por Igreja Batista Lindóia em Terça-feira, 5 de junho de 2018

Dia 26 – FAMÍLIAS IRRESISTIVEIS SE AUTOAVALIAM “E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?” (Mateus 7:3) Aqui está um ensinamento de Jesus importantíssimo para nossos dias, para os relacionamentos humanos de forma geral, especialmente na família. No meu…

Dia 25 - FAMILIAS IRRESISTÍVEIS CONFIAM SEMPRE EM DEUS

Dia 25 - FAMILIAS IRRESISTÍVEIS CONFIAM SEMPRE EM DEUS"Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?" (Mateus 6:25)Jesus agora fala sobre as ansiedades da vida.Por três vezes, Jesus usa expressão "não andeis ansiosos" (vs 25,31,34)Para reafirmar sua palavra sobre o não andar preocupado com as necessidades da vida, Jesus usa as figuras das aves e dos lírios.Certa vez, estava com minha esposa num restaurante, e pude lembrar desta palavra de Jesus.Tínhamos acabado de nos alimentar e já estávamos pagando a conta e esperando o cafezinho. Ao olhar para a mesa ao lado, observamos um pardal sobre a mesa comendo as migalhas deixadas pelo cliente que por ali tinha passado.Então disse a minha esposa: "olhe aquele pardal. Ele não pagou nada e está se alimentando tal como Jesus falou em sua mensagem no Sermão do Monte"Martinho Lutero escreveu certa vez que os pássaros são verdadeiros pregadores para os seres humanos.Aquele pardal, naquele restaurante, foi um pregador para mim naquele dia.Jesus aqui não está condenando sobre a necessidade de ser ter uma boa alimentação ou usar uma roupa de qualidade ou sobre, como já foi dito em uma das meditações anteriores, quanto a previdência.Jesus também não dizendo que devemos ficar deitado numa bela rede e esperar que o alimento caia do céus (2 Ts 3.9). Ou que, de quando em quando, um fardo de roupa aparecerá na porta de nossa casa.Jesus está deixando claro para seus discípulos que a preocupação é incompatível com a fé cristã.Devemos trabalhar sim, mas sempre confiar em Deus e nunca no emprego para o nosso sustento e de nossa família.Podemos passar por dificuldades pois nenhuma família crista está isenta dos problemas da vida, como desemprego, enfermidade que dificultam um profissional autônomo a ganhar seu sustento de sua família.Mesmo diante das dificuldades financeiras, a família que confia em Deus, nunca, jamais deixará de ter a provisão de alimento, abrigo roupas. Pode não ser as mais finas iguarias, as roupas de marca e ou de uma luxuosa casa, mas terá.Creia nisso! Quando as preocupações com sua família tentarem dominar o seu coração, saia um pouco e observe as aves e as flores.ORAÇÃO DO DIA - "Senhor Deus, obrigado pelo sustento diário para comigo e minha família. Obrigado porque a tua provisão diária para com minha família”

Publicado por Igreja Batista Lindóia em Segunda, 4 de junho de 2018

Dia 25 – FAMILIAS IRRESISTÍVEIS CONFIAM SEMPRE EM DEUS “Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do…

Dia 24 - FAMILIAS IRRESISTÍVEIS NÃO SÃO MATERIALISTAS

Dia 24 - FAMILIAS IRRESISTÍVEIS NÃO SÃO MATERIALISTASNão ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo comem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, af estará também o vosso coração." (Mt 6.19-21)A temática abordada por Jesus neste trecho do Sermão do Monte é em relação ao apego aos bens materiais Jesus aqui fala de dois tesouros: os tesouros da terra e os tesouros dos céus.O primeiro tesouro é corruptível, se deteriora com o tempo; enquanto os tesouros dos céus são eternos nunca perecerão.Neste ensinamento Jesus está procurando alertar os discípulos quanto ao acumular bens de forma egoísticaEle não está condenando ter bens materiais. Muitos servos de Deus, no Antigo Testamento, foram extremamente ricos, possuidores de muitos bens.Também não está condenando a previdência, tal como as formigas, que armazenam no verão os alimentos para serem consumidos no inverno (Pv 30.25).Jesus está ensinando que não devemos a nos apegar, para nossa felicidade, aos bens materiaisEle está condenando a ganância a luxuria, o egoísmo, o desejo insano de sempre querer mais e mais bens materiaisQuantas famílias se desmoronaram, casamentos se desfizeram, filhos que caminharam para a estrada das drogas devido a este ensinamento não fazer parte da vida de um dos cônjuges, de pais?Muitos casamentos se desmoronaram porque um dos cônjuges deixou de dar tempo ao casamento em busca de tesouros na terra.Muitos adolescentes se afastaram da família porque não tinham tempo dos pais por estes estarem mais atentos à busca dos tesouros deste mundoPor que isto aconteceu? Porque o coração desses cônjuges e pais estavam nos bens, não no próprio casamento, na vida em famíliaE interessante notar que este ensinamento estava sendo ministrado aos discípulos, pessoas já crentes salvas.Isto nos chama por demais à atenção. O pecado de colocar o coração em bens materiais, que perecem, pode estar presente na vida de pessoas salvas, crentes.Isto nos leva a saber a razão por que muitas famílias cristãs sofrem, muitos casamentos estão desgastados e filhos estão fora dos caminhos do evangelho.Famílias irresistíveis sabem colocar os bens materiais no seu próprio lugar e deixam que Deus, tão somente Deus, ocupe o coração de todos os seus membros.ORAÇÃO DO DIA - “Senhor Deus, que meu coração e o de todos os meus queridos estejam voltados e tomados somente por tua presença”

Publicado por Igreja Batista Lindóia em Sábado, 2 de junho de 2018

Dia 24 – FAMILIAS IRRESISTÍVEIS NÃO SÃO MATERIALISTAS Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo comem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro,…

Dia 23 - FAMILIAS IRRESISTÍVEIS SAO DIFERENTES

Dia 23 - FAMILIAS IRRESISTÍVEIS SAO DIFERENTES"Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente" (Mt 6.17-18)Agora, dando prosseguimento ao seu sermão, Jesus ensina sobre o jejum, que é um tema bíblico. Infelizmente, este tema não está presente na prática de muitos cristãos, por vários motivos.Mais uma vez, em sua fala, o Mestre parte do princípio de que seus discípulos jejuavam. O que Jesus ensinou, verdadeiramente, é que seus seguidores deveriam estar atentos a algumas atitudes importantes para a prática do jejum.Alguns pontos precisam ser destacados.O primeiro deles é que o jejum fez parte da vida de muitos servos de Deus, tanto no Antigo como no Novo Testamento.O segundo ponto importante é que o jejum, que não se trata de uma dieta, está ligado, acima de tudo, a renúncia e a autodisciplina. Jesus, com a prática do jejum, não tinha em mente emagrecer seus discípulos, mas desenvolver neles a renúncia, o valor da abstinência, da autodisciplina.O jejum, citando John Stott, sendo uma abstinência voluntária de alimento, é uma forma de aumentar nosso autocontrole.O jejum é valorizado, não para fazer propaganda da nossa espiritualidade, para obter reputação perante os demais cristãos, mas para desenvolver a humildade, para treinar a autodisciplina, exercitar a piedade cristã, pois quando jejuamos podemos sentir na própria carne o que significa ter fome, como muitos estão ao nosso redor, que não têm o que comer.Uma outra vertente deste tema, o jejum, é canalizá-lo não somente para os alimentos, mas em direção a atividades que nos intoxicam, como, por exemplo, a internet, televisão, redes sociais (como o Facebook, WhatsApp) e tantas outras que tiram nosso foco de Deus.Importante destacar que muitos discípulos de Jesus hoje não devem jejuar, devido a enfermidades, idade avançada e outros fatores que podem comprometer a saúde.Sejam quais forem as nossas razões, Jesus assumiu que o jejum teria lugar na vida crista.Concluindo, citando mais uma vez John Stott, orar é buscar a Deus dar é servir aos outros, jejuar é disciplinar-seORAÇÃO DO DIA - "Senhor, quero viver uma vida de renúncia, de autodisciplina. Que os teus ensinamentos, incluindo o jejum, sejam valorizados em minha vida e de minha família"

Publicado por Igreja Batista Lindóia em Quinta-feira, 31 de maio de 2018

Dia 23 – FAMILIAS IRRESISTÍVEIS SAO DIFERENTES “Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente” (Mt 6.17-18) Agora, dando prosseguimento ao seu sermão, Jesus ensina…

Dia 22 - EM FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS O PERDÃO ESTÁ PRESENTE

Dia 22 - EM FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS O PERDÃO ESTÁ PRESENTE"E perdoa-nos as nossas dividas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores" (Mt 6.12)Desmond Tutu, líder da Igreja Analicana na África do Sul, no período crítico da luta pela igualdade racial naquele país, disse certa vez: "Sem perdão, não há futuro"O perdão, como afirma John Stott é tão indispensável à vida e à saúde da alma como o alimento para o corpo. Com certeza, Desmond Tutuaprendeu esse conceito do Mestre Jesus, aquele que não somente ensinou sobre o perdão, mas viveu todos os dias da sua vida, até na cruz, a mensagem do perdão.Perdoar é essencial para as relações. Deus nos perdoa, em Cristo Jesus, e nós, por conseguinte, devemos perdoar àqueles que estão ao nosso redor e carecem de que perdoemos algo cometido contra nós.Se Deus nos perdoa em Cristo por que não devemos perdoar aos outros?Um dos lugares em que mais precisamos conjugar o verbo perdoar é no lar.Maridos ferem esposas, esposas ferem maridos. Pais usam palavras duras que ferem o coração dos filhos. Filhos muitas vezes são ingratos aos seus pais. Sogras e noras se desentendem. Irmãos se magoam mutuamente.Por isso, perdoar é um imperativo!Alguém já disse que quando dois ou mais pecadores moram debaixo de um mesmo teto sempre haverá rusgas, mágoas, desentendimentos feridas.Mas, quando esta oração de Jesus é colocada em prática, os relacionamentos são restabelecidos.Para perdoar precisamos ter do coração de Cristo. Quando perdoamos, não quer dizer que iremos esquecer as ofensas, mas estas não terão influência sobre nossas emoções. Perdoar, como alguém já disse, é abrir mão do direito da vingança.Perdoar faz bem, em primeiro lugar, a quem libera o perdão.A quem você precisa perdoar em seus relacionamentos? A quem você precisa perdoar em sua família?Pense. Perdoe em seu coração.Se houver oportunidade, expresse verbalmente seu perdão. Se não puder, escreva uma carta.Ray Pritchard, em seu livro O poder terapêutico do perdão, sintetiza esta oração de Jesus da seguinte maneira: "Os relacionamentos horizontais são a chave para o relacionamento vertical; e o relacionamento vertical é a chave para os relacionamentos horizontais".ORAÇÃO DO DIA - "Pai, obrigado pelo perdão, na pessoa de Cristo Jesus. Ajuda-me a perdoar sempre, em todos os relacionamentos, especialmente aos membros da minha família".

Publicado por Igreja Batista Lindóia em Quinta-feira, 31 de maio de 2018

Dia 22 – EM FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS O PERDÃO ESTÁ PRESENTE “E perdoa-nos as nossas dividas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores” (Mt 6.12) Desmond Tutu, líder da Igreja Analicana na África do Sul, no período crítico da luta pela igualdade racial naquele país, disse certa vez: “Sem perdão, não há futuro” O perdão, como…

Dia 21 - FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS SÃO DIFERENTES

Dia 21 - FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS SÃO DIFERENTES"Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome" (Mt 6.9)"Uma das revelações mais maravilhosas da Bíblia é a de que Deus é o nosso Pai", escreveu John Dawson, no livro O coração paterno de Deus.Antes de pensar quase superficialmente diante da profundidade do caráter paterno de Deus, devemos responder à seguinte pergunta de modo um pouco mais abrangente."Por que a Bíblia se refere a Deus em termos masculinos?"A Associação Evangelística Billy Graham, num de seus e-mail (newsletter) trouxe um importante texto sobre o assunto. Diz o texto: "A pergunta por que a Bíblia se refere a Deus em termos masculinos tem só uma resposta: Foi a maneira que Deus escolheu para revelar-se a nós. A Bíblia não se refere a Deus com características sexuais. Coerentemente, porém, ela o descreve como sendo do gênero masculino.Embora o Senhor reúna em si tanto qualidades masculinas quanto femininas, ele optou por revelar-se, enfatizando qualidades masculinas como paternidade, proteção, orientação, força etc. Eis algumas metáforas que a Bíblia utiliza para descrevê-lo: rei, pai, juiz, esposo, senhor e o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo"Numa sociedade como é a nossa. nos dias atuais, onde a figura do Pai é desprezada, onde muitas vezes não é necessário, ao preencher um formulário, incluir o nome do pai, Jesus aqui nos lembra que Deus é Pai.Deus, como escreve John Stott preenche o ideal de paternidade em seu cuidado amoroso por seus filhos.Deus, para Jesus, não é apenas este Pai que está nos céus mas também é o "paisinho" do "Abba, Pai" (Mc 14.36).Ter Deus como Pai é reconhecer seu cuidado amoroso para conosco e por nossa família. É saber que independentemente do quadro familiar em que estejamos inseridos, sempre teremos um Pai a quem dirigir nossas orações e súplicas.É saber que, mesmo em toda a sua majestade, podemos travar um relacionamento íntimo com Ele pois esta é a ideia da palavra "Abba”Famílias irresistíveis têm uma visão grandiosa de Deus, mas sabem que podemos tê-lo próximo e desfrutar de profunda intimidade com Ele.ORACÃO DO DIA – “Pai, eu louvo o teu nome porque tu és o meu Pai e dos membros da minha família. Obrigado porque podemos desfrutar de uma intima comunhão contigo e ter o Abba Pai"

Publicado por Igreja Batista Lindóia em Quarta-feira, 30 de maio de 2018

Dia 21 – FAMÍLIAS IRRESISTÍVEIS SÃO DIFERENTES “Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome” (Mt 6.9) “Uma das revelações mais maravilhosas da Bíblia é a de que Deus é o nosso Pai”, escreveu John Dawson, no livro O coração paterno de Deus. Antes de pensar quase superficialmente…